fbpx
peq trabalho quebec - Como obter um visto de trabalho fechado no Canadá

Como obter um visto de trabalho fechado no Canadá

Embora o visto de trabalho fechado limite o trabalhador estrangeiro a regras definidas por seu empregador, ele oferece a oportunidade de vir temporariamente para o Canadá e experimentar a vida no país antes de você decidir se o Canadá será mesmo seu novo lar. Além disso, trabalhar por pelo menos um ano no Canadá lhe dará uma vantagem se você estiver solicitando residência permanente. Continue lendo o post para saber. 


Além da matéria, que você pode conferir ao longo deste post, também gravamos um vídeo com André Salles (diretor Neway) em um bate papo descontraído com Roberto Cordeiro, brasileiro, hoje chef de cozinha no Canadá. Nesta conversa, Roberto conta como foi sua experiência pessoal de imigrar e conseguir um visto de trabalho fechado já estando no Canadá.

Assista abaixo:

Mas afinal, o que é um visto de trabalho fechado?

O visto de trabalho fechado ou permissão de trabalho fechada é na verdade uma autorização concedida pelo governo canadense que faz a ponte entre trabalhador estrangeiro o empregador local que precise contratar trabalhadores em regime de residência temporária.

Para ilustrar o processo de maneira mais didática, vamos imaginar a seguinte situação:

João possui um ótimo currículo no Brasil e como fala inglês ou francês em um nível exigido para o mercado de trabalho canadense, publicou seu perfil nas várias ferramentas de busca por emprego disponíveis no mercado, como o LinkedIn por exemplo.

Como ele também sabe que a demanda por sua qualificação é bem alta no Canadá, sua estratégia se baseia em se candidatar para a vagas especificamente em regiões onde ele já pesquisou sobre custo e qualidade de vida como Ontário, Nova Escócia e Quebec.

Saiba mais sobre o custo de vida no Canadá neste outro post “Custo de vida no Canadá: Seu guia

Depois de um certo tempo, uma dessas empresas canadenses esta necessitando urgentemente de profissionais como as mesmas qualificações do João, mas não encontra esses profissionais em sua cidade ou província.

Então, esta empresa, que também possui vagas publicadas nas mesmas redes de emprego onde o João faz parte, acaba fazendo contato o ele para saber mais sobre o profissional e sua disponibilidade de vir trabalhar no Canadá como residente temporário.

A partir dai o governo entra em ação, pois como forma de proteger os trabalhadores com formação local que sejam residentes permanentes ou cidadãos canadenses, será preciso verificar se de fato não há os tais profissionais disponíveis no mercado de trabalho local que atendam as necessidades da empresa.

Estudo de impacto do mercado de trabalho (LIMIA)

Esse processo, conhecido como Labor Market Impact Assessment (LMIA), tem o objetivo de realizar um estudo sobre os impactos da contratação de mão de obra estrangeira no mercado de trabalho local, pois como já dito, o governo tem interesse em valorizar os trabalhadores locais que já estejam no país bem mais adaptados ao estilo de vida no Canadá.

Todavia, se este estudo mostrar que não há mesmo profissionais no mercado de trabalho local como as mesmas qualificações de João, será possível conceder a ele uma permissão de trabalho fechada.

Como funciona a permissão de trabalho fechada no Canadá?

Inicialmente a empresa canadense que deseje realizar a contratação de um profissional estrangeiro terá de solicitar o estudo LIMIA arcando com os custos do processo.

A segunda etapa do processo ficará a cargo do empregado, que agora deverá negociar com seu empregador sobre as condições de sua contração como salário, benefícios e até mesmo uma possível ajuda de custo no processo de visto e mudança para o Canadá.

Lembramos que não há uma regra definida para esse tipo de negociação, tudo depende do quanto vale o seu passe no mercado e do quanto a empresa esta disposta a ajuda-lo nesse processo. Estamos falando aqui apenas de jogo de cintura em sua negociação.

Custos como o processo

Dentre os custos que podem ser negociados fora do processo LIMIA, estão a emissão do visto canadense para empregado, passagem aérea e alguma ajuda acessória em sua acomodação ao chegar, como locação de imoveis, vestuário ou mesmo um carro. E mais uma vez, tudo vai depender do seu jogo de cintura e do porte da empresa contratante. 

Uma vez definido isso, o trabalhador estrangeiro inicia seu processo de imigração em conjunto com o empregado para emissão de sua permissão de trabalho respaldada no LIMIA.  

OFERTAS

Black Friday

CURSOS DE IDIOMAS COM ATÉ 40% OFF

PROMOÇÃO VÁLIDA ATÉ 30 DE NOVEMBRO (ESCOLAS CREDENCIADAS) 

QUERO RECEBER

Vale destacar que, em sua permissão de trabalho vão estar definidos o nome da empresa, à região, e algumas outras características que vão introduzir seu local de trabalho e como você poderá atuar.

Essa permissão de trabalho pode ser de 12 ou 24 meses, podendo ser renovada conforme a necessidade da empresa e a necessidade do profissional que ali se encontra.

Saiba mais sobre o LIMIA neste outro post “Entenda como funciona o Labour Market Impact Assessment (LMIA)

Posso mudar de emprego em visto de trabalho fechado no Canada?

Sim, se depois de alguns meses trabalhando aqui você encontrar uma oportunidade melhor que sua posição atual, nada o impede de pleitear um outro processo LIMIA com seu pretenso novo empregador, basta que este esteja disposto a arcar com os custos do processo. 

Um vez que o novo contratante prove ao governo as mesmas condições de seu antecessor, seu visto será conectado a nova empresa sem maiores dificuldades. 

Posso conseguir um visto de trabalho fechado estando já no Canadá como residente temporário?

Se você estiver vivendo no Canadá como residente temporário e possua uma permissão de trabalho aberta, status muito comum para estudantes que aplicaram para o programa PGWP ou como acompanhante de estudantes, é possível sim aplicar para um visto de trabalho fechado.

Para isso você terá de encontrar um empregador disposto a contrata-lo passando pelo processo LIMIA. Mais isso vai depender do quão bom você é sua área e de suas habilidades de negociação.

Você deve estar se perguntando porque eu iria trocar meu visto de trabalho aberto, muito mais flexível, por um visto fechado, onde ficarei atrelado a um único empregador por 1 ou 2 anos?

Simples, vistos de trabalho aberto são concedidos apenas para residentes permanentes e algumas categorias de imigração que não incluem visitantes ou estudantes de idiomas por exemplo. 

Para estudantes que aplicaram para o PGWP, o visto de trabalho aberto tem a validade máxima de apenas 3 anos e não pode ser renovado. Para acompanhes de estudantes o visto de trabalho aberto tem a mesma duração do programa de estudos de seu parceiro, assim, se você ainda não é um residente permanente, precisará de um visto de trabalho para permanecer no país legalmente até que possa aplicar e aguardar seu pedido de residência permanente.

Saiba mais sobre o PGWP neste outro post “PGWP: Vantagens oferecidas ao estudante no Canadá

Quais são as principais características da permissão de trabalho fechado? 

O trabalhador que vem com esse tipo de permissão, ele já tem direito ao sistema de saúde público, se estivermos falando da província do Québec por exemplo. Lembrando sempre, que existe os 3 meses de carência para qualquer pessoa que se inicie nesse processo de seguro público, aqui na província. 

Outra característica interessante é, que quem vem com esse visto pode usufruir também da Francisação. Então, você pode se inscrever em um dos organismos do governo do Québec e poder participar desse curso de francês, para melhorar o seu idioma. 

Filhos têm direito à escola pública de 5 a 17 anos, e o seu acompanhante pode vir com visto de trabalho aberto, podendo trabalhar o full time canadense. E ambos, podem participar do sistema público de saúde juntamente com o trabalhador, nesse período do visto de trabalho fechado. 

Conclusão

Obter um viso de trabalho fechado é uma das melhores formas de começar a vida no Canadá, uma vez que a soma dos prazos de processamento nas aplicações para o LIMIA e a emissão de visto de trabalho é bastante acelerada em relação a outros processos de imigração canadense.

O custos e riscos envolvidos nesse processo são muito menores também, pois você esta chegando no país já empregado, sem a necessidade de investir tanto dinheiro no processo ou se desfazer de seus bens para vir. Geralmente esse tipo de experiência lhe dá a opção do chamado plano B, então, se você não se adaptar no Canadá, basta fazer as malas e voltar para sua vida de antes.

No melhor dos casos você ainda sai no lucro trazendo na bagagem uma experiência profissional internacional, algo que certamente vai agregar em seu currículo.

Todavia, se você resolve ficar, programas como PEQ Trabalho, Express Entry, Arrima podem conceder a residência permanente de forma mais otimizada, já que o objetivo principal deles é fortalecer a economia canadense trazendo profissionais qualificados para o seu mercado do trabalho que estejam dispostos a fixar residência definitiva no Canadá.

Então, agora que sabe como funciona o visto de trabalho fechado, que tal se preparar para o mercado de trabalho canadense? Quer saber como aplicar para vagas de emprego por aqui? fale com conosco!

Conheça um pouco mais sobre nossos serviços entrando em contato conosco ou acessando nossas redes sociais Facebook e Instagram, ou venha tomar um café com a gente, caso esteja em Montreal.

Deixe seu comentário

Live no instagram (Hoje as 20h de Brasília)

%d blogueiros gostam disto: