fbpx
TRUDEAU VACINA CONTRA O COVID 18 CANADA - As primeiras vacinas contra o COVID-19 podem ser distribuídas no Canadá na próxima semana

As primeiras vacinas contra o COVID-19 podem ser distribuídas no Canadá na próxima semana

Boas notícias neste mês de dezembro na luta contra o COVID-19. Segundo o governo, alguns canadenses selecionados poderiam receber as primeiras vacinas contra o coronavírus no país já na próxima semana.


Enfim uma boa notícia

O primeiro-ministro Justin Trudeau anunciou na segunda-feira que o Canadá garantiu um acordo para receber seu primeiro lote da vacina contra o coronavírus da Pfizer antes do final do ano – até 249.000 doses.

Pendente da aprovação da Health Canada, “os canadenses serão vacinados a partir da próxima semana”, disse Trudeau em entrevista coletiva em Ottawa.

Ele disse que os embarques continuarão chegando em 2021 e que o segundo lote ficará reservado para as mesmas pessoas vacinadas no primeiro lote.

“Estamos enfrentando a maior imunização da história do nosso país”, disse ele.

“Essa não é uma tarefa fácil, por isso temos um plano claro. Nosso governo, por meio do centro de operações nacional, tem trabalhado com as províncias e territórios para garantir que estejamos prontos para lançar as doses da vacina assim que forem aprovadas e entregues. ”

O Canadá assinou contrato para comprar pelo menos 20 milhões de doses da empresa farmacêutica americana, com as primeiras quatro milhões programadas para chegar nos primeiros três meses de 2021. O negócio também dá ao Canadá a opção de comprar outras 56 milhões de doses.

A vacina Pfizer requer duas doses

A análise final da empresa de seus testes clínicos mostra que sua vacina é 95 por cento eficaz, não tem efeitos colaterais graves e protege adultos mais velhos.

A revisão do candidato da Pfizer pela Health Canada ainda está em andamento, mas deve ser concluída a qualquer momento.

Trudeau disse que os requisitos de armazenamento extremamente frio da vacina configuram “desafios logísticos significativos”. Ele disse que a meta é ter um lote disponível e armazenado adequadamente no Canadá, mediante aprovação da Health Canada.

“Esperamos que a Health Canada aprove a vacina esta semana e que possamos entregá-la na próxima semana”, disse ele.

LEIA TAMBÉM: O ministro da imigração do Canadá fala ao parlamento sobre os efeitos do COVID-19 no sistema de imigração canadense

O Dr. Howard Njoo, vice-chefe de saúde pública do Canadá, acrescentou que o processo deve tranquilizar os canadenses de que “qualquer vacina aprovada aqui é segura e eficaz”.

“É por isso que estamos aguardando a decisão da Health Canada”, disse ele.

Cronograma

Após a regulamentação, o cronograma entre a distribuição e a vacinação acontecerá “muito rapidamente”, segundo o Maj.-Gen. Dany Fortin, nomeado vice-presidente de logística da Agência de Saúde Pública do Canadá. “Talvez um ou dois dias entre um e outro”, disse ele.

Trudeau disse que a distribuição será um “processo gradual” que fluirá por 14 locais identificados em todo o país – um em cada província e dois nas quatro maiores províncias (Ontário, Quebec, Colúmbia Britânica e Alberta). Nenhum dos primeiros embarques está programado para os territórios.

Mas antes que isso possa acontecer, a Ministra de Compras, Anita Anand, disse “A Pfizer precisa ter certeza de que as províncias e territórios estão prontos para receber as doses”.

LEIA TAMBÉM: Canadá oferece um guia para estudantes internacionais que chegam durante o COVID-19

“Assim que tivermos certeza de sua prontidão, poderemos passar o bastão para as províncias e territórios”, disse ela. “O último quilômetro, na verdade, é com as jurisdições provinciais e territoriais e levaremos o bastão o mais longe que pudermos ao longo dessa linha.”

Ainda não está totalmente claro para onde irão exatamente os primeiros carregamentos e quem será o primeiro a ser vacinado.

Na semana passada, o Comitê Consultivo Nacional de Imunizações recomendou que fosse dada prioridade a vários grupos-chave: residentes e trabalhadores em lares de longa permanência, profissionais de saúde da linha de frente, pessoas com mais de 80 anos e pessoas que vivem em comunidades indígenas.

Dificuldades de logística

Trudeau reconheceu que é quase impossível entregar a vacina Pfizer em sua temperatura exigida de -70 C para comunidades remotas, dada a logística envolvida. Ele disse que os líderes no norte do Canadá pediram vacinas mais fáceis de enviar e armazenar, como a candidata da Moderna, que tem um requisito de temperatura mais moderada e também está em linha para a aprovação da Health Canada.

O Canadá tem revisado a vacina da Pfizer junto com os Estados Unidos e a Europa, mas o Reino Unido foi o primeiro país ocidental a dar autorização de emergência a um candidato.

Fora do Canadá

A Grã-Bretanha aprovou a vacina COVID-19 da Pfizer em 2 de dezembro.

Isso intensificou a pressão sobre os reguladores nos EUA e no Canadá e, por fim, abriu caminho para uma campanha massiva de vacinação no Reino Unido, que deve começar nesta semana.

A Food and Drug Administration ( FDA) dos EUA se reunirá em 10 de dezembro para considerar se a vacina será aprovada.

A Rússia e a China aprovaram vacinas sem esperar que os testes de eficácia em grande escala fossem concluídos.

O Canadá está analisando três outras vacinas candidatas, incluindo a da Moderna. Se aprovado, pode entregar dois milhões de doses ao Canadá no primeiro trimestre de 2021.

Fonte: Global News

LEIA TAMBÉM: O ministro da imigração do Canadá fala ao parlamento sobre os efeitos do COVID-19 no sistema de imigração canadense

Conheça um pouco mais sobre nossos serviços entrando em contato conosco ou acessando nossas redes sociais Facebook e Instagram, ou venha tomar um café com a gente, caso esteja em Montreal.

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: