Como gerir seu crédito e finanças no Canadá

60 views

O post de hoje fala sobre um dos tópicos mais importantes no projeto de imigrar para o Canadá, o dinheiro. Também fala sobre estratégias de longo prazo para quem vem estudar, para quem está chegando com emprego e para quem já trabalha aqui há algum tempo e planeja uma renda futura. Convido você a uma leitura que pode ajuda-lo bastante nesse assunto ainda cercado de mitos entre os brasileiros que chegam ao Canadá.
Marco Vasconcelos
Marco Vasconcelos
Publicado em: 11 de janeiro de 2022

Atualizado em: 14 de janeiro de 2022

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Além da matéria, que você pode conferir ao longo deste post um vídeo com André Salles (CEO Neway) e seu convidado Tiago Serra (Consultor Financeiro Desjardins) explicando sobre o sistema financeiro no Canadá.

Assista abaixo:

Começando do básico

Sair do Brasil rumo ao Canadá completamente as cenas no tange finanças pode ser algo desastroso não apenas para seu projeto de imigração, mas muito mais para seu bolso, pois estamos falando das suas economias adquiridas ao longo da vida. Como saímos do Brasil para viver em uma país de economia e moeda estáveis com câmbio desfavorável, todo cuidado é pouco. Entender bem como funciona a dinâmica financeira no Canadá bem antes de chegar é fundamental para evitar perdas com câmbio e criar oportunidades de fazer seu dinheiro render podendo pagar menos impostos.

Pensando nisso, criei um pequeno guia de ações importantes baseadas nos conselhos do Tiago Serra (Consultor Financeiro Desjardins) e convidado do André Salles nessa live imperdível. Se ainda não viu, recomendo fortemente.

Vamos falar desde a simples abertura de um conta para os novatos, bem como a gestão de recursos financeiros para quem já está empregado no Canadá por algum tempo. Para facilitar o entendimento vamos traçar uma linha do tempo partindo de quem ainda está no Brasil até os que já tem pelo menos um ano de casa no Canadá.

Também preciso lembrar que este post é direcionado par quem já está chegando ao Canadá como residente temporário (estudantes e trabalhadores), já que o tratamento bancário e de crédito é bem diferente para os que já chegam como residentes permanentes através de algum processo de imigração econômica.

Antes de partir para os conselhos financeiros acho necessário responder algumas perguntas básicas para situa-lo melhor no contexto do post, então vamos lá!

Posso abrir uma conta em banco no Canadá estando no Brasil?

Sim, mas apenas para alguns propósitos específicos incluindo os status de investidor estrangeiro, estudante internacional entre outros. Abrir conta como turista no Canadá não é mais permitido.

Contas abertas para finalidade de visto de estudo via Student Direct Stream (SDS) permitem apenas um único depósito. Saiba mais sobre essa modalidade de visto neste post: “Canadá acaba de incluir o Brasil em seu programa Student Direct Stream (SDS)

Posso abrir conta corrente no Canadá usando apenas o meu passaporte?

Sim, mas não será possível movimenta-la até que você informo ao banco um número de seguro social válido no Canadá. Dessa forma, tenha certeza que virá fisicamente para o Canadá para não ter problemas no resgate deste dinheiro.

Como posso obter um número de seguro social no Canadá?

Para obter um número do seguro social no Canadá é necessário possuir um status válido (emitido pela imigração canadense durante seu desembarque) e possuir um endereço residencial fixo no país. O status mais comum para o imigrante que chega é o de visitante temporário (Estudante ou trabalhador estrangeiro) portador de uma permissão de estudo ou trabalho.

Saiba como fazer isso neste post aqui: Guia de sobrevivência para os récem-chegados no Canadá

Sobre os tipos de visto consulte: Como solicitar um visto canadense estando no Brasil em 2022

Como posso transferir meu dinheiro do Brasil para um banco no Canadá?

Hoje há varias formas rápidas, práticas e baratas disponíveis através das chamadas FinTechs, mas posso dizer que quase todos os bancos no Brasil possuem uma opção de câmbio para remessas no exterior. Se nenhuma delas for seu caso, o bom e velho dinheiro em espécie vai quebrar um galho até o limite CAD$ 10.000 caso não queira declarar e pagar impostos sobre o excedente ao entrar. Irei entrar nesse detalhe ao longo do post.

Esclarecimentos dados em relação ao banco, vamos seguir para os assuntos que demandam planejamento e estratégia.

Estou no Brasil com data marcada para chegar no Canadá, qual é a melhor estratégia para levar meu dinheiro para o Canadá?

Essa pergunta pode ter muitas respostas diferentes, pois tudo vai depender da forma que vai entrar no Canadá e se tem de ficar por aqui. Sim, temos que ser bem claros nesse tópico, pois há pessoas que vem para o Canadá trabalhar ou estudar e passam apenas um período de suas vidas por aqui. Para esses, decidir o que fazer o com o dinheiro pode ser um pouco mais difícil. Confesso que essa parte dos planos futuros foi uma incógnita até você ter vivido um pouco nas terras geladas do norte.

Quando resolvi imigrar para o Canadá já tinha mais de 40 anos (idade fora do padrão, mais ainda bem viável) e não pensava muito em um futuro no Canadá, pois a essa altura do campeonato, meu projeto tinha sempre um plano B na retaguarda para o caso de precisar voltar para o Brasil, afinal, já não era mais um garotão de 25 ou 30 anos e não dava para queimar todos os meus cartuchos com duas filhas adolescentes nas costas, sem ter o mínimo de segurança caso o projeto desse errado.

Sei que esse pode não ser o seu perfil, pois para muitos o projeto Canadá significa vender tudo, mas tudo mesmo para conseguir sair do Brasil e realizar essa travessia. Perder qualquer centavo nesse montante convertido em dólares representa um risco muito grande não apenas para seu projeto, mas sobretudo para sua paz de espírito enquanto as coisas vão se arrumando por aqui.

Se você é jovem, sem filhos ou com eles ainda muito pequenos, há sempre uma margem maior para riscos, pois você terá tempo e gás para fazer isso acontecer, o que não era o meu caso, então ter sido conservador nesse momento foi muito importante para meu plano dar certo.

Tomando consciência dos riscos no projeto de estudos no Canadá

Se planeja estudar no Canadá através de um intercâmbio (línguas, college ou universidade) o investimento para vir é sempre maior. Dependendo de seu perfil (solteiro, casado ou com filhos) há muitas variáveis em jogo para calcular, assim, como um bom conversador, a melhor jogada é sempre contar com o pior dos cenários.

Imagine que você chegue no Canadá para fazer um College por 2 anos e que este curso vai lhe custar $ 20.000 dólares canadenses e que junto com você, venham seu cônjuge e um filho menor de 5 anos. Agora adicione a esse cenário um segundo fator de risco, nem você e nem seu acompanhante (com visto de trabalho aberto) conseguem emprego até os 6 primeiros meses de Canadá devido há alguma barreira de idioma ou outro motivo. Esse é certamente um cenário assustador, mas não se espante, ele pode acontecer e estar preparado para isso vai ajuda-lo bastante no processo.

Se precisa ter uma idéia de como calcular seu custo de vida no Canadá recomendo que leia este post aqui: 5 dúvidas mais frequentes sobre o custo de vida no Canadá em 2022

Mexendo no dinheiro ainda no Brasil

Agora pense comigo, juntei minhas economias por anos ou vendi minha casa, carro e esse fim e esse dinheiro está agora numa conta de poupança ou investimentos no Brasil, o que eu devo fazer para tocar meu projeto no Canadá? Onde investir essa grana até chegar no Canadá? Devo levar todo ele de uma vez para Canadá ou levar uma parte e o resto vou trazendo aos poucos? Essas são dúvidas comuns para está nesse momento do projeto e até mesmo para quem está nos primeiros meses de Canadá, ainda sem saber se viver aqui é algo certo.

Meu conselho e também do próprio Tiago Serra (o cara da live que falei) é que você coloque esses investimentos em alguma aplicação indexada em dólares no Brasil, compre uma parte em dólares sempre que puder, abra um conta em dólares no Brasil (hoje isso é possível), mas nunca deixe seu dinheiro rendendo em reais se pretende viver num país onde suas contas serão pagas em dólares. Essa é a primeira grande lição, sobretudo para quem vai estudar e precisa ter uma reserva adicional para isso.

Quando devo começar a fazer isso?

Não há uma data certa para começar a reunir fundos para esse projeto, mas quanto antes melhor. Isso vai depender de onde vai morar (novamente o custo de vida entra na jogada), do que planeja estudar (línguas, college, universidade), se vai trabalhar durante seus estudos e quanto tempo esse projeto vai durar.

Se planeja estudar daqui há um ano ou mais, procure formas de investir que garantam liquidez (isso é, que possam ver revendidas em reais rapidamente), mais uma vez, temos sempre que contar com o pior dos cenários. Imagine se algo der errado em projeto e você não possa mais estudar no Canadá.

Pra os que pensam em logo sair abrindo uma conta no exterior e já deixar o dinheiro por lá. Pense no risco do seu plano dar para trás e esse dinheiro enviado ficar retido por lá. Sendo assim, ter uma algumas certezas nesse projeto como seu visto de estudo na mão ou um processo de visto no modo SDS para que você possa abrir uma conta no Canadá com mais garantias para começar o envio de dinheiro.

Quanto devo enviar ou trazer comigo?

Mais um conselho, se tiver condições traga todo o valor de seu programa de estudos e o necessário para se manter por pelo menos 1 ano, mas por favor, não use de guia os valores estipulados pelo governo canadense, você vai ver que eles cobrem o básico do básico e não são referência se você for morar em uma cidade com custo de vida mais alto.

Leia também: Como planejar um orçamento para estudar no Canadá em 2022

Vivendo o dilama no câmbio

Ficar achando que o dólar vai baixar e esperar o melhor momento para comprar dólares ou envia-lo para o Canadá só irá fazer você perder mais dinheiro numa cotação cada vez mais ascendente em países como o Canadá.

Cotacao do dolar canadense
Gráfico histórico de Cotação do dólar canadense de 09/01/2017 a 07/01/2022 – Fonte: UOL Economia

Trazer dinheiro aos poucos foi uma das maiores burradas que fiz e só perdi dinheiro com desvalorização do real. Você pode utilizar ferramentas como essa do UOL e várias outras no mercado que registram a variação histórica do câmbio ao longo dos anos para comprovar o que estou dizendo.

Fiz simulações tomando como base os últimos 10 anos e o dólar só fez subir. Infelizmente todos queremos acreditar que a economia no Brasil pode voltar aos eixos e maré virar, mas essa é uma variável com a qual não podemos e nem devemos contar.

Ao contrário do Brasil, o Canadá vive um momento de crescimento econômico fenomenal e tem atraído cada vez investidores, some a isso o fato de que seu vizinho Tio San é seu maior parceiro comercial e voalá, temos o cenário perfeito para ver o dólar canadense ficar ainda mais forte.

Leia também:Canadá foi classificado a segunda melhor nação para imigrantes e investidores em 2021

Quando cheguei no Canadá em 2018 estava comprando o dólar a R$ 2.84 (Outubro de 2018). Tomando como referência o câmbio de hoje (10/01/2022) que está em R$ 4.47 você vai notar que somente nesses últimos 3 anos a moeda valorizou cerca de 60%. Não cheguei a perder isso tudo pois acordei a tempo, mas pelas minhas contas deu algo entre 10 a 15% achando que não devia trazer tudo de uma vez. Dependendo de quanto você está trazendo, a diferença no câmbio pode lhe render alguma grana em pouco mais de 6 meses.

No meu caso, as incertezas de ficar no Canadá após concluir meus estudos, conseguir um trabalho que mantivesse as contas em dia e o simples fato de adotar o país e a cidade de Montreal como lar foram meus dilemas e, assim como eu, você também terá os seus, mas não deixe que isso atrapalhe sua finanças.

O pior que pode acontecer caso resolva voltar para o Brasil é que você terá de converter essa grana sobrou por aqui para reias com uma boa margem de lucro, já a moeda só faz subir.

Chegando no Canadá como trabalhador (Job Offer na mão)

Esse é o cenário perfeito para todo imigrante, que além de não precisar comprovar um valor tão alto para conseguir um visto de entrada, você já começa no azul fazendo receita no lugar de despesa.

Para esse perfil não há muito o que dizer, a não ser que ele já começa com o pé direto no que diz respeito a formação de crédito.

Se tem planos de ficar no Canadá, por mais tentadores que sejam os juros no Brasil, o mercado financeiro no Canadá tem muito mais a oferecer em termos de investimento que o Brasil, a começar um mercado de ações mais maduro e possibilidades de ganhos com imóveis caso queira tirar vantagem do atual momento de especulação imobiliária.

Mas não sou eu quem irá dar conselhos sobre isso, primeiro porque não sou especialista e segundo porque não é o foco desde post. Para esses casos você pode contar com profissionais como o Tiago Serra (aquele lá da live que recomendei).

Visão geral do sistema financeiro no Canadá

Assim como no Brasil, o sistema financeiro canadense vai oferecer produtos como conta corrente, conta poupança, cartões de débito e crédito, contas de investimento e previdência assim como seguros e uma infinidade de aplicações no mercado de capitais. A diferença fica apenas por conta das nomenclaturas e as taxas de juros, que no Canadá, são muito mais baixas se comparadas às do Brasil.

Sendo assim, vou fazer um pequeno resumo dos principais produtos financeiros no Canadá para que você comece a e acostumar com o jargão bancário canadense.

Contato Corrente (Checking Account)

Uma Checking Account é uma conta de depósito mantida em uma instituição financeira que permite saques e depósitos. Também chamadas de contas à vista ou contas transacionais, as contas correntes são muito líquidas e podem ser acessadas por meio de cheques, caixas eletrônicos, débitos eletrônicos, entre outros métodos.

Uma conta corrente difere de outras contas bancárias, pois geralmente permite várias retiradas e depósitos ilimitados, enquanto as contas de poupança (ou Saving Account no Canadá) possuem limitações quanto a movimentação.

Principais muitos movimentação das Checking Account no Canadá

Cartão de débito

Ao abrir uma conta bancária, você receberá um cartão de débito como acontece no Brasil. Um cartão de débito é usado para pagar as compras na loja. O valor é debitado da sua conta corrente no mesmo dia. Você também pode usar o cartão de débito para sacar dinheiro em caixas eletrônicos (com uma taxa se você sacar em outra instituição financeira que pode variar de $3 a $5 CAD). No entanto, você não poderá usá-lo para fazer compras online na Internet aqui no Canadá. Neste caso, você precisará de um cartão de crédito.

Cartão de crédito

O uso de cartões de crédito é muito difundido no Canadá. Ao contrário do uso em outros países, os cartões norte-americanos não são afiliados à sua conta bancária, mas a uma conta de crédito de outra organização. A cada mês você receberá um extrato de sua conta e a data de vencimento do pagamento.

Você não tem obrigação de pagar o valor total, mas um valor mínimo deve ser pago a cada mês e não se estando com o percentual a ser pago, ele também é muito pequeno se comparado aos do Brasil.

Sobre o valor devido (saldo depois do pagamento mínimo) será corrigido com aplicando taxas (aqui eles chamam de interesse) que variam de 9,9 e 19,9% ao ano, mas nada comparado aos leoninos 300% ao ano do Brasil. Muito cuidado com esse tentador pagamento mínimo no Canadá, pois ele vai refletir diretamente no seu histórico de crédito. (Vamos falar disso mais adiante)

Grandes cadeias de lojas, bem como algumas companhias de petróleo, oferecem seus próprios cartões de crédito. Como a solicitação de um cartão de crédito geralmente passa pela análise do histórico de crédito no Canadá, pode ser difícil conseguir um cartão de crédito para os recém-chegados ainda com uma pontuação de crédito geralmente inexistente.

Algumas instituições financeiras são mais flexíveis do que outras a esse respeito, e algumas também oferecem cartões de crédito com garantia de depósito para novos imigrantes. Dependendo da escolha do cartão de crédito, a taxa de juros, assim como os limites de autorização, prazos de pagamento e anuidades podem variar de uma instituição para outra.

Geralmente há muitas linhas de crédito para quem chega como estudante internacional, mas é necessário pesquisar bem as condições em cada banco oferece este benefício. Fatores como idade (maiores de 25 anos), tipo de curso (college ou universidade) podem influenciar no crédito. Só não espere limites de compra superiores a $1000 CAD quando chegar, até que consiga um trabalho fixo, esse será seu limite por um bom tempo.

Cheques

Meio de pagamento em desuso no Brasil, mas que surpreendentemente você verá por aqui. Os cheques pessoais raramente são aceitos nas lojas, mas não se quer pagar aluguel ou suas contas usando eles. Quase todos as cobranças no Canadá possuem um formulário para pagamento por cheque que pode ser enviado por correio.

Compras com valores muito altos, como um carro por exemplo ou entrada para o financiamento de uma casa, são geralmente pagas através de cheques. Este é um produto financeiro muito confiável no Canadá, principalmente por que o boa parte dos benefícios que o governo paga aos seus cidadãos é por meio de cheque. Não se espante quando receber um deles pelo correio.

Pagamento de contas

Os famosos boletos com código de barras aleatórios e únicos no Brasil são bem mais fáceis de entender e seguem sempre o mesmo padrão. Aqui no Canadá isso é bem diferente, pois cada empresa tem sua própria forma de identificar seus pagamentos sem um padrão específico e isso pode confundir bastante os recém-chegados.

É necessário um certo cuidado para identificar seu credor e criar uma associação com seu banco, pois uma vez feita essa associação, você sempre usará o mesmo código para enviar seus pagamentos para ele. É como se o seu credor tivesse número de identificação formado pelo CNPJ dele mais o seu CPF, assim ele saberá que todo pagamento fizer usando esse número vem de você. Pra facilitar ainda mais, ele pode ser alfanumérico, uma doideira.

Outra particularidade nessa modalidade é que você pode pagar o que deve a ele como se fosse uma conta corrente, se pagar o valor menor do que deve, não significa que você está com seu boleto em aberto. O saldo será somado na próxima conta acrescido de juros, simples assim.

Transferências bancárias

As transferência bancárias como conhecemos no Brasil (Entre contas do mesmo banco, DOC e TED) também estão disponíveis em bancos canadenses são mais simplificadas mas não são tão comuns como o Interac, produto que vamos falar a seguir.

Interac

Quem já está bem familiarizado com o PIX no Brasil não vai ter dificuldades em entender o funcionamento do Interac no Canadá. O processo é bem parecido e é mais comumente feito usando o e-mail do correntista como identificação. No lugar de QR Codes usados no Brasil, usamos perguntas e repostas secretas.

Bom, existem outros produtos financeiros ligados a contra corrente (ou Checking Account) mas estes cobrem que descrevi são os mais importantes você.

Conta Poupança (Saving Account)

Uma conta poupança (ou Saving) é uma conta de depósito com juros mantida em um banco ou outra instituição financeira. Embora essas contas normalmente paguem uma taxa de juros modesta (de 0.10 a 0.25% ao ano), sua segurança e confiabilidade as tornam uma ótima opção para estacionar o dinheiro que você deseja disponível para necessidades de curto prazo.

Manter um conta saving account assim que chega ao Canadá pode ser uma boa estratégia até que tenha maturidade para trocar outro tipo de investimento. Você só terá acesso a determinados tipos de investimento depois pelo menos um ano de Canadá ou uma vez que já tenha uma declaração de imposto de renda para apresentar ao seu banco.

Dica importante: Independente de seu status no Canadá ou do tempo que tenha chegado, fazer a declaração de imposto de renda, mesmo sem ter tido renda, é uma obrigação fiscal mesmo para estrangeiros. Se não souber como fazer, há várias centros de ajuda ao imigrante que fazem isso de graça para você.

Escolha do banco no Canadá

Nem preciso dizer que abrir uma conta bancária no Canadá é essencial para as transações do dia-a-dia. Para abri-la, basta dirigir-se à instituição de sua preferência, de preferência perto de sua casa ou trabalho.

É importante escolher bem a sua instituição financeira, pois os preços das transações, cheques e outros serviços podem variar de uma instituição para outra.

Alguns estabelecimentos bancários permitem a abertura de conta à distância, a partir do seu país de origem, mas não a regra. Você será solicitado a se identificar usando seu número de passaporte, mas para movimenta-la, será necessário apresentar um número válido de seguro social como já expliquei.

Também há vários deles que oferecem serviços específicos para recém-chegados e onde as condições de crédito são bem mais flexíveis, entres estes podemos destacar:

Para saber os primeiros passos ao chegar no Canadá, incluindo a abertura de conta em banco eu recomendo estes post aqui: Guia de sobrevivência para os récem-chegados no Canadá

Envio de dinheiro do Brasil para o Canadá

Sendo bem breve, hoje o mercado de empresas que prestam este serviço é enorme é bastante confiável. Fazer operações de cambio usando seu banco ou mesmo o Banco do Brasil (o mais conhecido para esse fim) é coisa do passado.

Como de taxas de operação mais baixas e processo menos burocrático, as FinTechs oferecem alguns outros benefícios onde os bancos não chegam. Não irei entrar nesse assunto a fundo, mas posso garantir que a melhor forma de enviar dinheiro do Brasil para o Canadá é usando uma delas.

Entre as que eu recomendo estão:

Usando um cadastro simplificado você consegue realizar uma transferência em pouco mais de 24 horas. Para o envio de valores substanciais é necessário ter um cadastro avançando com eles fornecendo sua declaração de IR no Brasil.

Pontuação de crédito

Fazendo mais um paralelo com o Brasil, que de uns anos para cá vem tentando implementar o chamado Cadastro Positivo, posso dizer que nesse assunto o Canadá está a anos luz do Brasil. A tal pontuação de crédito (ou Credit Score) é um assunto tão sério que aqui que muita gente trata ela como bem patrimonial.

Pode levar um certo tempo para conquistar (pelo menos um ano), mas pode ser perdida em menos de 3 meses se não andar na linha.

Existem duas instituições responsáveis pela avaliação de crédito no Canadá, a Equifax e TransUnion, elas são tipo o nosso SERARA e SPC. Todas as informações financeiras (contas e prestações) além de transações de compra e pagamento usando seu cartão crédito no Canadá são enviadas para estas duas empresas num ciclo mensal e revistas a cada 3 meses.

Calculadora de credito no canada
Calculadora de Crédit Score TransUnion – Fonte: Scotia

Alguns bancos oferecem a facilidade de poder consultar sua pontuação de crédito em tempo real. Você também pode consulta-la através de serviços e aplicativos pagando uma taxa pelo pelo serviço. É importante frisar que se não for através destes serviços você pode penalizar sua pontuação ao pesquisar seu crédito numa loja sem que haja a real intenção de compra.

A tabela na imagem mostra uma pontuação razoável para compra financiada de automóveis ou até mesmo para se habilitar para o financiamento imobiliário, pois muitos bancos já liberam cartas de crédito com pontuações a partir de 680 pontos.

Fatores que podem influenciar em sua pontuação de crédito:

Contas em dia: Manter todas contas que pagas em dia como luz, telefone, seguros. Optar pelo débito automático é sempre uma boa estratégia para os desorganizados. O pagamento em atraso com frequência é um forte indicador que de você não está bem das finanças.

Uso consciente do cartão de crédito: Usar mais de 75% de seu limite no cartão de crédito e fazer pagamentos mínimos com frequência é fazer gol contra em seu Credit Score. O mesmo vale para quem gosta de ter muitos cartões de crédito. O recomendo é no máximo 2 por aqui. Quanto mais cartões você tem, mais risco de endividamento você representa pra instituições financeiras.

Fazer aplicações frequentes para crédito: Se pretende financiar um carro ou mesmo parcelar um compra de bens para sua casa através de um crediário em loja, tenha cuidado ao tentar isso repetidamente. Cada tentativa que faz é entendida com nova dívida que pretende adquirir pela instituições que mencionei.

Possuir um financiamento em dia: Essa dica só serve para quem já está mais maduro no assunto e tem mais tempo de casa, mas é certo que ter mantido uma boa relação com seu banco pagando a hipoteca e ou prestação do carro irão consolidar ainda mais sua pontuação de crédito no Canadá.

Investimentos no Canadá

Como eu disse, não sou especialista, apenas um imigrante na linha conversadora, mas conheço alguma pessoas aqui que estão fazendo algum dinheiro com imóveis e mercado de capitais. Para quem tem bala na agulha e gosto para o risco esse é pode ser um ótimo caminho.

Para os mais conservadores e que que já pensam em ter uma renda para se aposentar, eu recomendo que assintam a live do André Salles com o Tiago Serra, eles irão falar desse assunto com mais clareza e propriedade.

Considerações finais

Não vou conseguir cobrir todo o assunto sobre mercado financeiro em um único post, mas prometo voltar com esse assunto em breve no que diz respeito a compra de imóveis, ações e previdência. Espero que tenha conseguido clarear um pouco mais essa assunto espinhoso.

Se faltou falar sobre algo importante, por favor, deixe-me saber nos comentários. Irei reponder assim que puder.

Nos vemos no próximo post!

Um forte abraço e boa sorte!

Precisa de ajuda para imigrar para o Canadá? Conte com a larga experiência de nossos consultores regulamentos para auxilia-lo nesse processo. Entre contato conosco hoje mesmo clicando aqui.

Conheça um pouco mais sobre nossos serviços entrando em contato conosco ou acessando nossas redes sociais Facebook e Instagram, ou venha tomar um café com a gente, caso esteja em Montreal.

VEJA TAMBÉM
SIGA-NOS

Inscreva-se em nossa Newsletter

garota morena apontando para cima
BUSCA
Categorias
PRÓXIMOS EVENTOS
CANADÁ EM PRIMEIRA MÃO

Inscreva-se em nossa Newsletter semanal

Notícias importantes sobre imigração, mercado de trabalho e estudo no Canadá.

Information 1

desculpe-nos :(

Sessão indisponível no momento, tente mais tarde.