Estudo: Estudantes internacionais no Canadá estão recebendo mais PGWPs

193 views

O número de estudantes internacionais graduados que obtêm um Post-Graduation Work Permit (PGWP) aumentou dramaticamente, afirma um novo estudo da Statistics Canada.
André Salles
André Salles
Publicado em: 14 de março de 2022

Atualizado em: 16 de março de 2022

Você vai ver neste post...


Além da matéria, que você pode conferir ao longo deste post um vídeo que gravamos com André Salles (CEO Neway for you) explicando em detalhes sobre PGWP.

Assista abaixo:

Breve história sobre o PGWP

O PGWP começou em 2003 como um programa piloto em províncias selecionadas antes de expandir para todo o país em 2005. A partir de 2008, o PGWP permitiu que recém-formados trabalhassem para qualquer empregador no país por até três anos. Então, em 2014, os titulares de permissão de estudo foram autorizados a trabalhar após a conclusão de seus estudos enquanto aguardavam a aprovação de seu PGWP.

Essas mudanças foram introduzidas para tornar o Canadá um destino mais atraente para estudantes internacionais e fornecer a eles caminhos para a residência permanente.

Como se tornar elegível ao PGWP?

Para ser elegível para o PGWP, você precisa ter se formado em um programa de tempo integral de pelo menos oito meses de duração em uma Canadian Designated Learning Institution (DLI), simplicando, uma instituição educacional canadense que possua autorização da imigração para fazer parte do programa de Visto de trabalho pós estudos.

Com exceção dos alunos matriculados durante a pandemia, os estudos devem ter sido concluídos pessoalmente para contar para a elegibilidade do PGWP. Os estudantes internacionais podem contar o tempo que passaram estudando online entre março de 2020 e 31 de agosto de 2022 para se qualificarem, mesmo que todo o programa estivesse online durante esse período.

Leia também: Canadá estende período de elegibilidade de estudo online para candidatos ao PGWP

O período de validade do PGWP coincide com o período do estudo entre oito meses e menos de dois anos. Programas com pelo menos dois anos de duração podem ser elegíveis para um PGWP de três anos.

O PGWP permite que graduados internacionais qualificados trabalhem em qualquer lugar do Canadá por até três anos, dependendo da duração do programa de estudos.

Com uma educação canadense e experiência de trabalho, os titulares do PGWP podem ter acesso a muitos dos programas de imigração de classe econômica do Canadá. Mas esteja ciente que ele não é extensível e nem renovável, então você só poderá obtê-lo uma vez na vida.

Falando de números do PGWP no Canadá

O Statistics Canada estudou a participação no mercado de trabalho de detentores de PGWP de 2008 a 2018 e a conclusão foi que o número de detentores de PGWP que declararam renda neste período cresceu mais de 13 vezes de 10.300 em 2008 para 135.100 em 2018. Enquanto isso, a taxa de participação permaneceu relativamente estável, com três quartos dos detentores de PGWP relatando ganhos todos os anos.

Quer estudar no Canada?

Inscreva-se agora e receba nosso guia completo para estudantes internacionais. Da escolha da escola até a residência permanente, tudo o que você precisa saber.

Os ganhos médios anuais recebidos pelos detentores do PGWP neste período aumentaram de CAD$ 18.492 por ano em 2008 para CAD$ 34.200 por ano em 2018 (valores já ajustados para refletir a diferença no valor do dólar ao longo da década). Esses rendimentos sugerem um aumento na quantidade média de mão de obra.

Quase três quartos de todos os titulares de PGWP tornaram-se residentes permanentes dentro de cinco anos após o recebimento do PGWP. Essas altas taxas de transição para residência permanente podem ser porque a experiência de trabalho canadense melhora as chances dos titulares do PGWP de serem selecionados como imigrantes, sugere o estudo.

Leia também: Guia completo para a residência permanente no Canadá

Além disso, os titulares do PGWP podem ter uma motivação mais forte para buscar a residência permanente do que aqueles que não solicitaram um PGWP.

De onde são os titulares do PGWP e para onde eles vão?

A maioria dos detentores de PGWP veio de dois países de origem: Índia e China. Esses dois países de origem representaram 66% de todos os PGWPs emitidos em 2018, acima dos 51% em 2008. A parcela de estudantes internacionais indianos que se tornaram titulares de PGWP cresceu mais de quatro vezes, de 10% em 2008 para 46% em 2018.

Já para os chineses que obtiveram PGWPs foi o oposto, caindo de 41% para 20%. Durante o período de estudo, os estudantes internacionais da Índia que pretendem estudar no nível pós-secundário aumentaram muito mais rapidamente do que os da China.

Leia também: Estudo: Imigração canadense e sua relação com estudantes brasileiros

A grande maioria dos titulares do PGWP pretendia trabalhar em Ontário, Colúmbia Britânica e Quebec, respectivamente.

Para PGWPs emitidos em 2018, 56% eram para graduados internacionais que pretendiam trabalhar em Ontário, acima dos 44% em 2008. Os titulares de PGWP que pretendiam trabalhar na Colúmbia Britânica diminuíram de 19% em 2008 para 16% em 2018.

Leia também: Pensando em estudar e trabalhar no Canadá? Conheça 6 cidades com as menores taxas de desemprego em 2022

Os ganhos diferem por país de origem, destino e setor

Os detentores do PGWP do Irã tiveram os maiores ganhos médios em 2018, seguidos pelos da Nigéria e do Paquistão. Os ganhos foram mais baixos para os da China, seguidos pelos dos Estados Unidos e do Vietnã. Durante o período de referência do estudo, os ganhos aumentaram mais entre os dos Estados Unidos, França e Coreia do Sul.

Em 2018, os detentores de PGWP que trabalham nos territórios relataram os maiores ganhos médios, seguidos pelos de Alberta e Saskatchewan. Os rendimentos mais baixos foram relatados por aqueles que trabalham em Nova Escócia e Ilha do Príncipe Eduardo.

De 2008 a 2018, o crescimento nos ganhos salariais foi maior entre os detentores de PGWP empregados em Newfoundland e Labrador, seguidos por Quebec e New Brunswick. O crescimento dos ganhos foi mais baixo entre aqueles que trabalham em Alberta, Prince Edward Island e Manitoba.

Leia também: Você está pronto para o Quebec? Saiba como definir seu projeto de imigração

Os ganhos médios para titulares de PGWP foram consistentes com o padrão geral entre todos os trabalhadores canadenses em 2018. Os ganhos foram mais altos para titulares de PGWP empregados em mineração e extração de petróleo e gás, serviços públicos e administração pública.

O crescimento dos ganhos salariais no período de referência de 10 anos foi maior para os titulares de PGWP que trabalham em serviços de hospedagem e alimentação, comércio varejista, imóveis e aluguel e arrendamento, bem como serviços educacionais.

Próximos passos

Bem, ficou claro que estudar no Canadá com objetivo de dar seus primeiros passos rumo a uma carreira internacional ou mesmo mudar de carreira é sim um plano que tem dado certo para muita gente.

Se o objetivo for mais além, como se habilitar a uma residência permanente no país, as chances são ainda maiores, pois o Canadá deixou isso bem claro, sobretudo nesses últimos dois anos de pandemia, onde o número de residentes temporários (estudantes e trabalhadores estrangeiros) que possuía formação e experiencia de trabalho estando no país foi grande responsável por um número histórico de chamadas para residência canadense.

Leia também: Como planejar um orçamento para estudar no Canadá em 2022

Clique aqui e descubra como iniciar essa emocionante jornada para o Canadá. Fale com a gente hoje mesmo

Conheça um pouco mais sobre nossos serviços entrando em contato conosco ou acessando nossas redes sociais Facebook e Instagram, ou venha tomar um café com a gente, caso esteja em Montreal.

VEJA TAMBÉM
SIGA-NOS

Inscreva-se em nossa Newsletter

garota morena apontando para cima
BUSCA
Categorias
PRÓXIMOS EVENTOS
Send Mail 1a

Já se cadastrou?

+10.000 inscritos em nossa newsletter, só falta você.

Information 1

desculpe-nos :(

Sessão indisponível no momento, tente mais tarde.